Loading

Travel Agency - Troupi

Troupi - Online Travel Agency

Troupi is a portuguese company that commercializes through its portal, www.troupi.com, different services related to travel and tourism sector with low cost prices- leisure and corporate travel, flights, lodging, car rental, holiday homes, cruises, complete vacation packages, experiences- providing an excellent service to all its customers.

Furthermore, Troupi has increased travel consumer choice suggesting very competitive prices to foreigners that visit Portugal. We intend to become a reference agency divulging Portugal as a top destination in the world.

We are available for you at any moment: 24 hours a day, seven days per week!

Troupi - Portal de Turismo Lda. located in Praça Duque de Saldanha, nº20 1º esq., 1050-094 Lisboa-Portugal, with  Travel and Tourism National Agencies Register (RNAVT) Nr. 6448 and Airmet Group member since October 2016, with ID nr. 508.

Troupi website is supported by the latest generation technology and by secure connections in each of our partners and suppliers, in order to offer our customers an entirely or semi- automatic system of travel booking in a safe, efficient and economic environment. In a global scale, Troupi has established partnerships with the most recognized global players in the tourism sector, achieving this way very competitive prices.

Troupi ensures as well a customized customer service by phone, email, skype, whatsapp and chat. Oriented to customers who want a tailor-made program service, our team will provide the best available offers, always ensuring the lowest prices. It should be mentioned that these offers are also possible to check in the automatic booking system. View more (link para viagens personalizadas versão eng).

Troupi intends to offer to all its travelers an experience. An experience that exceeds all the expectations and increases the value of your investment. We strive to be our clients’ first choice. Your satisfaction is Troupi satisfaction and with you, we aspire to grow and cross challenges through a better and better travel service, offering the good prices you deserve.

Troupi – Portal de Viagens, Lda. is a company dedicated to the travel promotion inside (Incoming) and outside (Outgoing) Portugal, establishing partnerships with the best global reference tour operators. Although, at this phase it´s a closed capital company and without willingness to accept other investors, however all the eventual proposals will be carefully considered and analyzed case by case to be a part of a next phase, whether they come from particulars, institutional entities, banks or investment funds. It should be noted that these proposals should be an added value for Troupi, mainly for our clients and stakeholders, maintaining good legal and management practices in the states and countries where we operate and always complying with the best environmental standards.

Troupi – Portal de Turismo Lda. aims to provide travel services with the highest levels and quality standards. In this context, it is necessary to establish and maintain a quality planned and developed program, with the participation of all employees in order to develop the activities based in the following principles: 

 

- Ensuring quality customer support; 

- Obtaining satisfaction, trust and the customer’s preference; 

- Improving the staff’s level of training and performance;

-Favoring relations with customers and suppliers allowing for mutual development;

- Continuously improving the quality management system.

 

Considering quality is everyone’s responsibility, TROUPI accomplishes the application of its Quality policy through goals decided and executed jointly by all areas of the company.

Given the current challenges and the belief that it is possible to optimize results, TROUPI trusts that the company's success depends on the committed collaboration of its employees, based on the following values: Vision, Mission, Values and Commitment.

Vision: to be a reference in travel segment and provide many related services with all the professionalism.

Mission: provide integrated value-added solutions, focusing in the quality of the human resources. 

 

Values

Human: focus on clients and relationships 

Credibility: of the provided services and people 

Innovation: value added solutions 

Commitment: we strive to meet customer requirements, regulatory and legal requirements, and the requirements imposed by policies, objectives and targets within the quality policy. The commitment also covers the dedication to enhance continuous improvement, namely through the revision and adaptation of the quality policy.

The user can access www.troupi.com without being obliged to provide any Information of himself.
User privacy is important to TROUPI.
TROUPI commits to guaranteeing confidentiality and privacy in the collection and processing of its users' data, complying with its obligations under the General Regulation on Data Protection (which can be consulted in the following link: https://bit.ly/2xPKSyJ), having for this purpose developed the present Privacy Policy.
The data provided by users will be included in the computerized file of TROUPI, making us responsible for their automated processing and confidentiality based on the following standards:
FIRST: The data obtained from this website will be used for the purpose in the manner and with the limitations and rights established by Portuguese law.

SECOND: TROUPI adopted the technical and organizational measures necessary to ensure security and integrity of data, as well as to prevent its alteration, loss, treatment or unauthorized access.

THIRD: Users who supply personal data may consent to its electronic processing so that it can be used by TROUPI with the commercial purpose of personalizing, operating and statistical analysis and the performance of its main activities, expressly authorizing TROUPI to extract and store data and marketing studies in order to tailor its promotions / other events. TROUPI provides the necessary data to the corresponding operator when the USER contracts a service provided by said operator. TROUPI may retain user data after completing the relationship with the user in order to comply with legal obligations.

FOURTH: If the data obtained is used for a different purpose, the prior consent of the interested parties is essential.

FIFTH: The user gives his consent and authorizes TROUPI to provide said data so the official bodies that require it according to the laws of each country where we operate.
< By using this website, you are giving your consent for the collection and use of information. TROUPI may at any time modify, add or delete any of your website's privacy policies by updating the content of this page. Please be advised that you may exercise your rights of access, rectification, cancellation and opposition free of charge by sending an email to TROUPI.
TROUPI uses COOKIES. "Cookies" are pieces of information that your browser stores on your computer's hard drive. Whenever you access our WEBSITE, our server will recognize the "cookie" and will provide us information about your last visit, enabling us to provide better service.
Most browsers accept the use of "cookies" automatically. You can, however, modify the browser settings to avoid that.
TROUPI has adopted the technical and organizational measures to ensure the security and integrity of data and to avoid its alteration, loss, treatment or unauthorized access.
The purpose of the data collected by TROUPI is the process of communication with Clients and Users, processing information requests, statistical analysis, as well as their use for the purposes of direct marketing.
TROUPI does not disclose to third parties any personal data of its Customers and Users, without their consent, except (1) when dealing with Group companies, or (2) when it is necessary so that collaborators, employees, suppliers or partners may provide a product or service or perform a function on behalf of TROUPI, or (3) where required or permitted by law.
This guarantee can additionally be provided by: SECURE SERVER – YOU MAY ALWAYS KNOW IF A WEBSITE IS SECURE When asked to enter your personal data, regardless of the implemented security system, you can be certain that a website is secure when a closed padlock appears at the top of the browser.
The time period for storage and preservation of personal data of TROUPI Customers and Users varies according to their purpose.
Personal data of our website and microsites Users will be preserved as long as they remain active and will be deleted when their activity ends.
Personal data provided for our mailing list distribution will be stored until the end of its use. In this case, Clients and Users may cancel, at any time, the subscription of the notifications through the cancellation option provided in the Newsletters.
Customer data and other specific data to be kept for compliance with TROUPI's legal obligations may be extended for a maximum period of up to 10 years (in accordance with article 130 of the Corporate Income Tax Code), after which they will be eliminated.
The TROUPI website, microsites and social platforms may contain links to other websites and e-mail addresses of non-TROUPI companies.
This privacy policy does not apply to such websites and e-mail addresses.
If you access a link available on the TROUPI website, microsites and social platforms to another website and provide personal data on that site, the processing of the data will be subject to the privacy statement of that website.
O presente programa de viagem é o documento informativo no qual se inserem as presentes condições gerais, dele fazendo parte integrante e que constituem, na ausência de documento autónomo o contrato de viagem, as presentes condições gerais obedecem ao disposto na legislação em vigor. As Condições Gerais cujo objeto seja uma Viagem Organizada ou Serviço de Viagem Conexo constante do presente programa, as correspondentes fichas de informação normalizada e as condições particulares que constam da documentação de viagem facultada ao Viajante no momento de reserva da viagem consubstanciam o contrato de viagem que vincula as partes.

1. ORGANIZAÇÃO

1.1 A organização das viagens é da Troupi – Portal de Turismo Lda., pessoa coletiva nº 513631836, com sede na Praça Duque de Saldanha, nº 20 – 1º Dto., titular do RNAVT 6448. O contrato é constituído pelas condições gerais desde que o mesmo contemple todas as informações necessárias. Sabemos e referimos que algumas informações apenas serão conhecidas na pendência do processo de reserva, pelo que não podem constar das condições gerais, mas deverão constar de documento que seja entregue ao cliente – condições particulares - pois o contrato apenas estará completo quanto contemplar todas as informações obrigatórias por lei.

2. INSCRIÇÕES

No ato da inscrição o Viajante efetuará o pagamento solicitado. Se a inscrição tiver lugar a 21 dias ou menos da data do início do serviço, o preço total do mesmo deverá ser paga no ato da inscrição. A Troupi - Portal de Turismo Lda., reserva-se o direito de anular qualquer inscrição cujo pagamento não tenha sido efetuado nas condições acima mencionadas. As reservas encontram-se condicionadas à obtenção da parte dos fornecedores da confirmação de todos os serviços.

3. INFORMAÇÃO AO ABRIGO DA LEI N.º 144/2015 DE 8 DE SETEMBRO

Nos termos da Lei n.º 144/2015 de 8 de setembro na sua redação atual, informamos que o Viajante poderá recorrer às seguintes Entidades de Resolução Alternativa de Litígios de Consumo: Comissão Arbitral do Turismo de Portugal in www.turismodeportugal.pt; ou a qualquer uma das entidades devidamente indicadas na lista disponibilizada pela Direção Geral do Consumidor em www.consumidor.pt

4. RECLAMAÇÕES

4.1 Qualquer desconformidade na execução de um serviço de viagem incluído no contrato de viagem organizada tem de ser comunicada à agência de viagens por escrito ou outra forma adequada logo que tal desconformidade ocorra, ou seja, sem demora injustificada.
4.2 O direito a apresentar reclamações para efeitos de redução de preço ou direito a indemnização por falta de conformidade dos serviços de viagem incluídos na viagem organizada prescreve no prazo de 2 anos.

5. BAGAGEM

A agência é responsável pela bagagem nos termos legais; O Viajante tem obrigação de reclamar junto da entidade prestadora dos serviços no momento de subtração, deterioração ou destruição de bagagem. No transporte internacional, em caso de dano na bagagem, a reclamação deverá ser feita por escrito ao transportador imediatamente após a verificação do dano e no máximo 7 dias a contar da sua entrega. Estando em caso o mero atraso na entrega da bagagem, a reclamação deverá ser feita dentro de 21 dias a contar da data de entrega da mesma. A apresentação de tal reclamação será fundamento essencial para o acionamento da responsabilidade Troupi – Portal de Turismo Lda., sobre a entidade prestadora do serviço.

6. LIMITES

6.1 A responsabilidade da agência terá como limite o montante máximo exigível às entidades prestadoras dos serviços, nos termos da Convenção de Montreal, de 28 de maio de 1999, sobre Transporte Aéreo Internacional, e da Convenção de Berna, de 1961, sobre Transporte Ferroviário.
6.2 No que concerne aos transportes marítimos, a responsabilidade das agências de viagens, relativamente aos seus Viajantes, pela prestação de serviços de transporte, ou alojamento, quando for caso disso, por empresas de transportes marítimos, no caso de danos resultantes de dolo ou negligência destas, terá como limites os seguintes montantes: a) € 441.436, em caso de morte ou danos corporais; b) € 7.881, em caso de perda total ou parcial de bagagem ou da sua danificação; c) € 31.424, em caso de perda de veículo automóvel, incluindo a bagagem nele contida; d) € 10.375, em caso de perda de bagagem, acompanhada ou não, contida em veículo automóvel; e) € 1.097, por danos na bagagem, em resultado da danificação do veículo automóvel.
6.3 Quando exista, a responsabilidade das agências de viagens e turismo pela deterioração, destruição e subtração de bagagens ou outros artigos, em estabelecimentos de alojamento turístico, enquanto o Viajante aí se encontrar alojado, tem como limites: a) € 1.397, globalmente; b) € 449 por artigo; c) O valor declarado pelo Viajante, quanto aos artigos depositados à guarda do estabelecimento de alojamento turístico.
6.4. A responsabilidade da agência por danos não corporais está contratualmente limitada ao valor correspondente a três vezes o preço do serviço vendido.

7. DESPESAS DE RESERVAS E DE ALTERAÇÃO

Por cada reserva serão cobradas despesas de acordo com informação a prestar pela agência de viagens. Por cada alteração (nomes, datas, tipo de apartamento ou quarto, viagem, etc.) serão cobradas despesas de acordo com informação a prestar pela agência de viagens. A aceitação de tais alterações depende de aceitação por parte dos respetivos fornecedores.

8. DOCUMENTAÇÃO

8.1. O Viajante deverá possuir em boa ordem a sua documentação pessoal ou familiar, (cartão do cidadão, B. I., passaporte, documentação militar, autorização para menores, vistos, certificado de vacinas e outros eventualmente exigidos). A agência declina qualquer responsabilidade pela recusa de concessão de vistos ou a não permissão de entrada ao Viajante em país estrangeiro, sendo ainda da conta do Viajante todo e qualquer custo que tal situação acarretar.
8.2. Viagens na União Europeia: Os Viajantes (independentemente da idade) que se desloquem dentro da União Europeia deverão ser possuidores do respetivo documento de identificação civil (Passaporte; B.I, Cartão do Cidadão); para obtenção de assistência médica devem ser portadores do respetivo Cartão Europeu de Seguro de Doença; Os nacionais de países não comunitários devem consultar informação específica quanto à documentação necessária para realização de viagem junto das embaixadas/ consulados dos países de origem;
8.3. Viagens fora da União Europeia: Os Viajantes (independentemente da idade) que se desloquem para fora da União Europeia deverão ser possuidores do respetivo documento de identificação civil (passaporte) bem como do visto se necessário (obtenha tal informação junto da agência no momento da reserva); os nacionais de países não comunitários devem consultar informação específica quanto à documentação necessária para realização de viagem junto das embaixadas/ consulados dos países de origem;

9. ALTERAÇÕES SOLICITADAS PELO VIAJANTE

9.1. Caso os fornecedores da viagem em causa permitam, sempre que um Viajante, inscrito para uma determinada viagem, desejar mudar a sua inscrição para uma outra viagem ou para a mesma com partida em data diferente, ou outra eventual alteração, deverá pagar a taxa acima referida, como despesas de alteração. Contudo, quando a mudança tiver lugar com 21 dias ou menos de antecedência em relação à data da partida da viagem, para a qual o Viajante se encontra inscrito, ou se os fornecedores de serviços não aceitarem a alteração, fica sujeito às despesas e encargos previstos na cláusula “Rescisão do Contrato pelo Viajante”.
9.2. Após iniciada a viagem, se solicitada a alteração dos serviços contratados por motivos não imputáveis à agência (ex. ampliação das noites de estadia, alteração de voo) os preços dos serviços turísticos poderão não corresponder aos publicados no folheto que motivou a contratação.

10. CESSÃO DA INSCRIÇÃO (POSIÇÃO CONTRATUAL)

10.1 O viajante pode ceder a sua posição, fazendo-se substituir por outra pessoa que preencha todas as condições requeridas para a viagem organizada, desde que informe a agência de viagens e turismo, por forma escrita, até sete dias seguidos antes da data prevista para a partida.
10.2 O cedente e o cessionário são solidariamente responsáveis pelo pagamento do saldo em dívida e pelas taxas, os encargos ou custos adicionais originados pela cessão, os quais serão devidamente informados e comprovados pela agência de viagens e turismo.

11. ALTERAÇÕES A EFECTUAR PELA AGÊNCIA

11.1. Sempre que, antes do início da viagem organizada, (i) a agência de viagens e turismo se veja obrigada a alterar significativamente alguma das características principais dos serviços de viagem, (ii) ou não consiga ir de encontro às exigências especiais solicitada pelo Viajante; (iii) ou propuser o aumento do preço da viagem organizada em mais de 8%, o viajante pode, no prazo de 20 (vinte) dias: Aceitar a alteração proposta; Rescindir o contrato, sem qualquer penalização, sendo reembolsado das quantias pagas; Aceitar uma viagem organizada de substituição proposta pela agência de viagens e turismo, sendo reembolsado em caso de diferença de preço.
11.2. A ausência de resposta por parte do viajante no prazo fixado pela agência de viagens e turismo implicará a aceitação tácita da alteração proposta / o cancelamento da viagem com a aplicação das respetivas taxas de rescisão previstas na cláusula supra.

12. RESCISÃO DO CONTRATO PELA AGÊNCIA

12.1. Quando a viagem esteja dependente de um número mínimo de participantes a Agência reserva-se o direito de cancelar a viagem organizada caso o número de participantes alcançado seja inferior ao mínimo. Nestes casos, o viajante será informado por escrito do cancelamento no prazo de: 20 dias antes do início da viagem organizada, no caso de viagens com duração superior a seis dias; 7 dias antes do início da viagem organizada, no caso de viagens com duração de dois a seis dias; 48 horas antes do início da viagem organizada, no caso de viagens com duração inferior a dois dias.
12.2. Antes do início da viagem organizada a agência de viagens e turismo poderá ainda rescindir o contrato se for impedida de executar o mesmo devido a circunstâncias inevitáveis e excecionais.
12.3. A rescisão do contrato de viagem pela agência nos termos acima referidos apenas confere ao viajante o direito ao reembolso integral dos pagamentos efetuados no prazo máximo de 14 dias após a rescisão do contrato de viagem.

13. ALTERAÇÃO AO PREÇO

13.1. Os preços constantes do programa estão baseados nos custos dos serviços e taxas de câmbio vigentes à data de impressão deste programa, pelo que estão sujeitos a alterações (aumento ou redução de preço) que resultem de variações no custo dos transportes ou do combustível, impostos, taxas e flutuações cambiais até 20 dias antes da data de viagem.
13.2. Caso o aumento em causa exceda 8% do preço total da viagem organizada, aplicar-se-á o disposto na cláusula “ALTERAÇÕES A EFECTUAR PELA AGÊNCIA”.
13.3. Em caso de redução de preço a agência de viagens e turismo reserva-se o direito de deduzir ao reembolso a efetuar ao viajante as correspondentes despesas administrativas, que a pedido do viajante serão justificadas.

14. REEMBOLSOS

Depois de iniciada a viagem não é devido qualquer reembolso por serviços não utilizados pelo Viajante por motivos de força maior ou por causa imputável ao Viajante, salvo reembolso pelos respetivos fornecedores. A não prestação de serviços previstos no programa de viagem por causas imputáveis à agência organizadora e caso não seja possível a substituição por outros equivalentes, confere ao Viajante o direito a ser reembolsado pela diferença entre o preço dos serviços previstos e o dos efetivamente prestados.

15. RESCISÃO DO CONTRATO PELO VIAJANTE

15.1 O viajante é livre de desistir da viagem a todo o tempo antes do início da viagem.
15.2 Tal rescisão implica que o mesmo seja responsável pelo pagamento de todos os encargos a que o início do cumprimento do contrato e a sua desistência deem lugar, menos a reafectação de serviços e as economias de custos.
15.3. Quando seja caso disso, o Viajante será reembolsado pela diferença entre a quantia paga e os montantes acima referidos. Na presente situação o reembolso será efetuado, deduzido da taxa de rescisão, no prazo máximo de 14 dias após a rescisão do contrato de viagem.
15.4. O viajante tem ainda direito a rescindir o contrato de viagem antes do início da mesma sem pagar qualquer taxa de rescisão, caso se verifiquem circunstâncias inevitáveis e excecionais no local de destino ou na sua proximidade imediata que afetem consideravelmente a realização da mesma ou o transporte dos passageiros para o destino. A rescisão do contrato de viagem nesta situação apenas confere ao viajante o direito ao reembolso integral dos pagamentos efetuados.

16. RESPONSABILIDADE


16.1. A agência de viagens e turismo é responsável pela correta execução de todos os serviços de viagem incluídos no contrato de viagem.
16.2. Quando se tratar de viagens organizadas, as agências de viagens e turismo são responsáveis perante os Viajantes, ainda que os serviços devam ser executados por terceiros e sem prejuízo do direito de regresso, nos termos gerais aplicáveis.
16.3. As agências de viagens e turismo organizadoras respondem solidariamente com as agências retalhistas, no caso de viagens organizadas.
16.4. Nos restantes serviços de viagens, a agência de viagens e turismo responde pela correta emissão dos títulos de alojamento e de transporte e ainda pela escolha culposa dos prestadores de serviços, caso estes não tenham sido sugeridos pelo viajante.
16.5. A agência de viagens e turismo que intervenha como intermediárias em vendas ou reservas de serviços de viagem avulsos é responsável pelos erros de emissão dos respetivos títulos, mesmo nos casos decorrentes de deficiências técnicas nos sistemas de reservas que lhes sejam imputáveis.
16.6. A agência de viagens e turismo é responsável por quaisquer erros devido a deficiências técnicas no sistema de reservas que lhe sejam imputáveis e, se tiver aceitado proceder à reserva de uma viagem organizada ou de serviços de viagem que façam parte de serviços de viagem conexos, pelos erros cometidos durante o processo de reserva.
16.7. A agência de viagens e turismo não é responsável por erros na reserva que sejam imputáveis ao viajante ou que sejam causados por circunstâncias inevitáveis e excecionais.

17. ASSISTÊNCIA

17.1. Em caso de dificuldades do viajante, ou quando por razões que não lhe forem imputáveis, este não possa terminar a viagem organizada, a agência de viagens e turismo dará a seguinte assistência: Disponibilização de informações adequadas sobre os serviços de saúde, as autoridades locais e a assistência consular; e auxílio ao viajante na realização de comunicações à distância e a encontrar soluções alternativas de viagem.
A qualquer momento, os viajantes podem contactar à agência de viagens através do seguinte número de emergência +351 918 873 732.
17.2 Caso a dificuldade que fundamenta o pedido de assistência tenha sido causada pelo viajante de forma deliberada ou por negligência, a agência de viagens e turismo poderá cobrar uma taxa no valor dos custos em que incorreu em virtude da prestação dessa assistência.
17.3. Se devido a circunstâncias inevitáveis e excecionais, o viajante não puder regressar, a agência de viagens e turismo organizadora é responsável por assegurar os custos de alojamento necessários, se possível de categoria equivalente, por um período não superior a três noites por viajante. A agência de viagens e turismo retalhista é solidariamente responsável pela obrigação em causa, sem prejuízo do direito de regresso, nos termos gerais aplicáveis.
17.4. A limitação dos custos prevista supra não se aplica às pessoas com mobilidade reduzida, nem aos respetivos acompanhantes, às grávidas e às crianças não acompanhadas, nem às pessoas que necessitem de cuidados médicos específicos, desde que a agência de viagens e turismo tenha sido notificada dessas necessidades específicas pelo menos 48 horas antes do início da viagem organizada.

18. INSOLVÊNCIA

Em caso de insolvência da agência de viagens e turismo o viajante pode recorrer ao Fundo de Garantia de Viagens e Turismo, devendo para tal recorrer ao Turismo de Portugal I. P. entidade responsável pelo respetivo acionamento: Turismo de Portugal, I. P., Rua Ivone Silva, Lote 6, 1050-124 Lisboa, Tel. 211 140 200 | Fax. 211 140 830 - info@turismodeportugal.pt

19. SEGUROS

19.1. A responsabilidade da agência de viagens organizadora deste programa e emergentes das obrigações assumidas, encontra-se garantida por seguro de responsabilidade civil na Victoria Seguros, apólice nº 11092154, no montante de 75.000,00 euros, nos termos da legislação em vigor.
19.2. A agência disponibiliza ainda a venda de seguros que poderão ser adquiridos em função da viagem para garantia de situações de assistência e despesas de cancelamento.

20. IVA

Os preços mencionados neste programa refletem o previsto no DL 221/85 de 3 de Julho, I. V. A. na margem.

21. VALIDADE

Este programa é válido de 01/05/2018 a 31/10/2018 – No caso de ser programação contínua.
NOTAS: As presentes condições gerais poderão ser complementadas por quaisquer outras específicas desde que devidamente acordadas pelas partes. Os preços dos programas estão baseados na cotização média do dólar pelo que qualquer derivação relevante desta moeda poderá implicar uma revisão dos preços da viagem nos termos constantes da cláusula “alteração de preço”. Devido às constantes alterações do preço dos combustíveis sobre os preços praticados poderá haver alteração do suplemento de combustível inserido no preço nos termos constantes da cláusula “alteração de preço”. As categorias dos hotéis e cruzeiros apresentados neste programa seguem as normas de qualidade do pais de acolhimento, podendo os mesmos ser alterados por outros similares quando por motivos alheios à agência não seja possível manter ou confirmar a reserva existente, obrigando-se a agência a informar o Viajante logo que de tal tenha conhecimento.

HORÁRIOS DE ENTRADA E SAÍDA

As horas e entrada e saída no primeiro e último dia, serão definidas em função do primeiro e último serviço. Em regra, sem carácter vinculativo os quartos podem ser utilizados a partir das 14h do dia de chegada e deverão ser deixados livres até as 12 h do dia de saída. Nos apartamentos a entrada verifica-se geralmente pelas 17 h do dia de chegada e deverão ser deixados livres até as 10 h do dia de saída.

CONDIÇÕES ESPECIAIS PARA CRIANÇAS

Dada a diversidade de condições aplicadas às crianças (destino e fornecedor) recomenda-se questionar sempre as condições especiais que porventura sejam aplicadas à viagem em causa.

ANEXO II

Parte A
Ficha informativa normalizada para contratos de viagem organizada no caso de ser possível utilizar hiperligações.

A combinação de serviços de viagem que lhe é proposta constitui uma viagem organizada na aceção da legislação em vigor. Por conseguinte, beneficiará de todos os direitos da UE aplicáveis às viagens organizadas. A Troupi – Portal de Turismo Lda., é plenamente responsável pela correta execução da globalidade da viagem organizada. Além disso, conforme exigido por lei, a Troupi – Portal de Turismo Lda., têm uma proteção para reembolsar os pagamentos que tenha efetuado e, se o transporte estiver incluído na viagem organizada, assegurar o seu repatriamento caso seja(m) declarada(s) insolvente(s). Mais informações sobre os principais direitos ao abrigo do Decreto-Lei n.º 17/2018 em vigor e em www.troupi.com/rgpd.