Loading

Viagem para Oslo - Pontos de Interesse

Centro Histórico de Oslo

O centro histórico da cidade de Oslo, tem a sua artéria principal na Karl Johan Gate. A pé pode visitar: a Catedral ou Oslo Domkirke (10:00 às 16:00), de 1697; o Parlamento (visitas guiadas 10:00 às 13:00, grátis), com a sua peculiar fachada de ladrilho amarelo; o Teatro Nacional, de estilo rococó; a Eidsvolls Pals, uma concorrida praça com numerosas fontes, ideal para um descanso ou comer. No final do casco, encontra-se o campus universitário, um bonito passeio.

Palácio Real de Oslo

O Palácio Real, tem três coisas interessantes para visitar, que são: os jardins de acesso gratuito, a troca de guarda às 13:30 a cada dia, e o interior. Este último é só para visitas guiadas e custa 12€; estudantes, 11€.

Galeria Nacional

A Galeria Nacional (2ª, 3ª e 6ª: 10.00-18.00, Sábado-Domingo: 10.00-16.00; grátis) que acolhe a colecção de arte mais admirável do país. O seu quadro mais famoso era O Grito, do expressionista noruego Edgard Munch, até que foi roubado em 2004. Ao lado o Historisk Museet (3ª-Domingo: 11.00-16.00; grátis) guarda as colecções de antiguidades da universidade de Oslo.

Frognerparken

Frognerparken é um famoso parque urbano com amplas zonas verdes. Nele encontra-se o Parque Vigeland, a obra mestra do escultor norueguês Gustav Vigeland (1869-1943). Quase 200 esculturas de granito e bronze de formas humanas a tamanho natural decoram um longo passeio central. As obras representam distintas emoções e sentimentos. A peça mais impressionante é o monólito de corpos retorcidos, talvez a escultura de granito maior do mundo, a mais conhecida, é a do menino que chora. O parque é gratuito e está sempre aberto.

Munchmuseet

O Munchmuseet (10:00 às 16.00, 8€), que recolhe pintura e litografias do universal pintor norueguês nascido em 1863.

Fortaleza de Akershus

A Fortaleza de Akershus (2ª a Sábado: 10.00-16.00 e Domingo: 12.30-16.00; 8€) foi erguida em 1299 como castelo e serviu de residência real durante três séculos até que foi reconvertido em fortaleza em 1592. Entre 1637 e 1648 reconstruiu-se em estilo renascentista. No seu interior podem ver-se os magníficos salões, a capela, o mausoléu real e os museus da Resistência e a Defesa.

Câmara municipal de Oslo

O edifício de ladrilho vermelho da Câmara Municipal (8.30-16.00; 9€) foi motivo de polémica entre os noruegueses durante a sua construção em 1950. Não atrai muito de fora, mas o interior está decorado por prestigiosos artistas da primeira metade do século XX, entre eles o omnipresente Munch.

Holmenkollen

Holmenkollen, este trampolim de saltos de esquí situa-se na ladeira de uma montanha sobre a cidade. É a atracção turística mais visitada de Oslo durante o festival de saltos de Março. No Verão serve de cenário a concertos. O Ski Museet (10.00-16.00; 10€) faz uma repassagem pelos 4000 anos de história deste desporto. A Norte do trampolim levanta-se a torre de retrasmissão da televisão ou Tryvannstarnet, o melhor miradouro de Oslo. Desde o alto dos seus 588m –há ascensor- pode-se observar uma área de 30000 km2, inclusive a Suécia se o dia está limpo.

Península de Bygdoy

A pequena Península de Bygdoy, situada a Oeste de Oslo, conta com numerosas atracções, museus e famosas embarcações de exploradores noruegueses que podem ver-se no meio dia. No Verão saem transbordadores para aí desde o porto. A península conta com boas praias para disfrutar de um dia de sol.

Fiorde de Oslo

Fiorde de Oslo é um pontos mais interessantes de Oslo na Noruega. Os serviços partem de Vippetangen ou do porto de Aker Brygge. As ilhas Hovedoya e Langoyen, no Fiorde, têm bonitas praias para apanhar sol ou para quem se quiser banhar em águas norueguesas se o tempo permitir. Se vão ao Fiorde não esqueçam de visitar a Casa de Pai Natal em Drobak.